Conheça o Município

MUNICÍPIO DE FIGUEIRÃO-MS

Figueirão está localizado no Norte do Estado de Mato Grosso do Sul, na microrregião do Alto Taquari, a 260 km de Campo Grande. Possui uma área territorial de 4.914,78 km², 3.020 habitantes (IBGE 2015), 2.472 eleitores, 977 residências, 475 alunos das redes Estadual  e Municipal e 602 propriedades rurais. O Município está no divisor das águas que formam a bacia hidrográfica do Paraguai e do Paraná. A economia da região baseia-se na pecuária que é escoada pelas MS-436 que liga Camapuã, Figueirão e Alcinópolis, e MS-223 que dá acesso a Costa Rica.

Figueirão foi emancipado no dia 29/09/2003, comemorando em setembro de  2017 seu 14º aniversário de emancipação político-administrativa. Possui uma comunidade quilombola, chamada Comunidade de Santa Tereza, localizada a 53 km da cidade, onde há uma escola municipal que é extensão da Escola Municipal Prof. Antônio Inácio Furtado-Polo, um Posto de Saúde, e uma Associação de Moradores e Produtores Rurais da Comunidade Quilombola de Santa Tereza (Amprust). Anualmente é realizada a tradicional Festa em Louvor ao Divino Espírito Santo, que este ano completa a 108ª edição, tradição da família Malaquias, que atrai multidões.

Nas eleições de 2016, foi reeleito o prefeito Rogério Rodrigues Rosalin, tendo como vice-prefeito Fernando Barbosa Martins.

De pronto o prefeito Rogério Rosalin assumiu a Prefeitura em busca da continuação de uma gestão inovadora, que resulte numa melhor qualidade de vida e iguais oportunidades para a população, já esboçada em seu mandato anterior, de apenas um ano e dez meses. Mesmo em meio à grave crise financeira, conseguiu manter pagamentos de salários e de fornecedores em dia.

Em sua nova gestão, efetuou alguns cortes de fornecedores, extinguiu o índice função gratificada e criou a gratificação por produtividade e um programa de qualificação profissional para melhorar a capacidade laboral dos funcionários e também modificou para melhor a infraestrutura física da prefeitura, para melhor adequar a equipe de trabalho, buscando assim maior mobilidade e melhor distribuição dos diversos departamentos. em comissão), 25 comissionados (5 são conselheiros tutelares), 18 convocados e 14 contratados.